domingo, 18 de novembro de 2012

"OUTROS EVENTOS... ALGUNS BIZARROS"

"...

Cabe-me registrar um fato extremamente pitoresco. Numa de minhas visitas ao Brasil, como embaixador em Washington, em meados de 1963, à procura de bons projetos para a retomada de financiamentos do Banco Mundial, procurei no Rio o então ministro de Viação e Obras Públicas do governo de Goulart, Expedito Machado. Quando comecei a lhe expor o problema, a sala foi literalmente invadida por líderes sindicais do Lloyd Brasileiro, que tinham um fato grave a denunciar ao ministro. Fiz menção de sair da sala, para não privar das confidências, quando Expedito me acenou para ficar. Com tonitruante vozeirão, o líder, com forte sotaque nordestino, começou a arenga: __ Ministro, quero denunciar ao senhor e à nação um crime da maior  gravidade. Querem impelir o Lloyd Brasileiro para o caminho infame do lucro!

Aparentemente, algumas reivindicações salariais não haviam sido atendidas, e isso denotava obscena preocupação capitalista do Lloyd com a lucratividade.

__ Como é que o ministro vai sair dessa? __ murmurei.

A resposta de Expedito foi pronta.

__ Não se preocupem, meus senhores. O déficit será logo restabelecido. O Lloyd não se afastará de sua tradição!...

__ Gene Black tinha razão __ murmurei. Este país não tem jeito...

..." 

Fonte:  Roberto Campos, in A Lanterna na Popa 
Pág. 521

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A liberação dos comentários obedecerá estrita e rigorosamente os critérios do proprietário do blog, observando, em primeiro lugar, os princípios legais.